Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Artigos sobre Manutenção Industrial e Gestão de Ativos

Qual relação entre Cloud Computing e Gestão da Manutenção?

Luan Santos
Escrito por Luan Santos em 7 de janeiro de 2020
Fique por dentro

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe como era feito o controle e o armazenamento de dados da sua empresa anos atrás? A quantidade de arquivos e o valor investido em software de gestão eram enormes, certo? Mas não é mais assim! Hoje tudo está na nuvem, sejam documentos pessoais, profissionais ou até mesmo aplicações corporativas.

Com a facilidade de acesso e os serviços disponíveis na “palma da mão”, a Gestão da Manutenção também não iria ficar de fora. Preparamos um material para ajudá-lo a entender como a Cloud Computing funciona. Além disso, descubra a tecnologia para a manutenção ideal para gestão e como ela contribui para a sua empresa.

Cloud Computing: como surgiu, o que é e como funciona?

Cloud Computing, também conhecido como Computação em Nuvem, é um conceito referente à capacidade de armazenar dados em um servidor web. Embora utilizado atualmente, a ideia veio em 1960 quando John McCarthy, cientista da computação estadunidense, sugeriu a hipótese de oferecê-la como serviço público.

Em 1962, Joseph Carl Robnett Licklider, também especializado na área, começou a estudar formas de usar o computador para que as pessoas pudessem compartilhar as informações. Após alcançar o objetivo e criar a Rede Arpanet, McCarthy e Licklider passaram a ser vistos como os pioneiros da Computação em Nuvem.

Em 1997, quando a população começou a ter mais acesso à inovação, o termo Cloud Computing foi utilizado pela primeira vez em uma palestra acadêmica. Porém foi em 1999 que a ideia ganhou mais força e a partir de então a Computação em Nuvem têm sido cada vez mais utilizada nas empresas.

Como se trata de uma tecnologia de ponta, logo se tornou uma tendência no mundo dos negócios e nas indústrias. Embora o seu funcionamento seja bastante simples os resultados são surpreendentes, o que têm contribuído para a sua popularidade no dia a dia dos gestores.

Utilizando uma plataforma em nuvem os profissionais de gestão conseguem realizar a manutenção dos ativos e acompanhar, em tempo real, as informações por meio de uma única rede. Ou seja, encontraram na tecnologia um meio mais flexível e prático para conduzir os negócios — sem a necessidade de vários software
instalados.

Adeus “passado”. Olá, tecnologia!

Ok, mas se as empresas não estão mais precisando de tantos sistemas instalados em seus computadores, como elas utilizam a tecnologia na área da Gestão da Manutenção? Operando com um software mais moderno e mais econômico, como por exemplo, o Keepfy.

Diferente dos métodos tradicionais, o Keepfy é uma solução tecnológica para manutenção desenvolvida para atender as necessidades do campo fabril. Mas as suas funcionalidades vão além do que só controlar ativos. É, na verdade, um sistema para gerenciar, otimizar processos e contribuir na para uma tomada de decisão.

Por meio dele, os gestores conseguem proteger as informações, garantir o acesso a indicadores de mercado e reduzir custos, inclusive na contratação de funcionários. Mas sabe qual é a maior vantagem no meio disso tudo? É que a solução é responsável por garantir uma Gestão da Manutenção simples e acessível a todos.

Como funciona em Cloud Computing e SaaS (Software como Serviço), o cliente paga apenas pelos serviços contratados e não pela aquisição de um servidor inteiro. E o que isso significa? Que eles têm acesso a todos os benefícios de uma tecnologia moderna (como segurança, suporte técnico e agilidade) por um preço único.

Tudo que a empresa precisa ter é a vontade em inovar, uma máquina conectada à internet e um navegador. Simples não é? Agora você deve estar se perguntando:
por que o Keepfy escolheu estar na nuvem, afinal?

A verdade é que em Cloud as vantagens são maiores, e é esse tipo de experiência que a solução quer proporcionar aos seus clientes: benefícios mais
significativos, por um preço mais justo
. Com os serviços em nuvem os gestores conseguem garantir vantagens que, por métodos tradicionais, eles não
teriam acesso, como:

  • Substituir as despesas fixas por despesas variáveis: deixar de investir em servidores e data centers para pagar apenas pelos recursos de computação e serviços contratados;
  • Garantir uma economia em escala: não só a Gestão da Manutenção, mas todos os setores da empresa são beneficiados. Há a redução de custos em contratação de funcionários, mão de obra, tempo de serviço e investimentos sem necessidade;
  • Diminuir a preocupação quanto à capacidade: o cliente não precisa mais se preocupar com a aquisição de recursos custosos ou com a capacidade da infraestrutura. Em cloud, ele utiliza os serviços o quanto precisa e quando precisa.
  • Aumentar a velocidade e agilidade: os recursos ficam disponíveis com apenas um clique. O trabalho que antes levava dias (para disponibilizar recursos adicionais de TI) passam a ser liberados em minutos.
  • Reduzir gastos com a manutenção: a empresa não precisa mais se preocupar em gastar preços absurdos com a manutenção do processamento de dados. A responsabilidade disso fica ao cargo do fornecedor do software.
  • Desempenhar funções de qualquer lugar: por ser um sistema maleável e com acesso web, os profissionais da gestão podem acompanhar as informações e realizar as atividades de controle e manutenção de qualquer parte do mundo.

Que diferença a Cloud pode fazer no cotidiano de um gestor?

Além de reduzir os custos e mão de obra, a Computação em Nuvem também é responsável por ajudar o gestor da manutenção a manter o foco nas estratégias. Com os especialistas dando total suporte, ele passa a trabalhar com segurança e assim garante mais tempo para uma tomada de decisão mais assertiva.

Não só isso, a Cloud garante elasticidade. A empresa paga somente por aquilo que vai utilizar, sem se preocupar com provisionamento de recursos. A performance também é um ponto positivo uma vez que a tecnologia mantém a produção funcional durante o desligamento, reconfigurando a estrutura e preservando dados.

Outro fator interessante é a segurança das informações e o controle sobre todas as atividades. Como os dados são criptografados, a Cloud
Computing
possibilita um ambiente protegido e longe de intromissões. Além de garantir o acesso para o profissional acompanhar e gerenciar os ambientes a qualquer hora.

E, entre todas essas vantagens, existe ainda a que se destaca: a sustentabilidade. A empresa que opta em utilizar uma solução tecnológica para manutenção web estará contribuindo para a preservação da natureza poupando espaço, energia, refrigeração e utilização de papel.

O que achou do tema? Quer deixar a sua empresa mais moderna e se tornar destaque entre as concorrentes? Continue então acompanhando o nosso blog e descubra tudo sobre a tecnologia para a manutenção e mais.

Experimente o Keepfy por 14 dias grátis

TAGS: Cloud

Conta pra gente!

o que você achou deste conteúdo? Escreva nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.