Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Artigos sobre Manutenção Industrial e Gestão de Ativos

OEE: O que é e como calcular?

Luan Santos
Escrito por Luan Santos em 29 de junho de 2022
Fique por dentro

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você já ouviu falar em OEE? Para entender o que é e como surgiu esse indicador, é necessário relembrar o que aconteceu na história durante a época da Revolução Industrial.

Nesse período, a demanda de produção e comercialização de mercadorias cresceu muito, e as indústrias passaram a fabricar produtos em grande escala. Porém, conforme passou o tempo, a necessidade de avaliar e controlar a qualidade desses itens ganhou força.

Em razão disso, em 1960, a empresa japonesa “Japan Institute of Plant Maintenance” desenvolveu o OEE com o intuito de medir a eficiência das operações nas fábricas.

Mas, o que significa a sigla OEE e porque ela é tão importante para a indústria? Descubra as respostas para essas e outras perguntas neste post!

O que é OEE?

A expressão “Overall Equipment Effectiveness” (OEE) significa “A Eficácia Geral do Equipamento”, e trata-se de um indicador usado para medir a eficiência dos maquinários e equipamentos de uma empresa.

Seu intuito é qualificar o desempenho dos ativos, por meio da análise de métricas específicas, e aprimorar o processo produtivo.

Qual é a importância do OEE?

A aplicação do OEE pode ajudar a indústria a aprimorar o funcionamento da linha de produção, identificando pontos de melhoria e formas de reduzir perdas e desperdícios.

Para explicar melhor sua importância, vamos a um exemplo:

Imagine que um médico precisa examinar um paciente que está se queixando de muita dor no corpo. Para chegar a um diagnóstico e prescrever o tratamento correto, o profissional precisa saber qual é o local exato da dor, descobrir se existem outros sintomas e o que gerou a enfermidade. Ou seja, precisa fazer uma análise completa sobre o paciente.

A aplicação do OEE funciona de modo similar.

Para identificar os problemas que atrapalham a produtividade e o nível de qualidade das máquinas, a indústria precisa fazer um diagnóstico detalhado sobre a eficiência dos ativos. Analisando, assim, a origem do problema e quais são os fatores envolvidos.

Como funciona o indicador OEE?

A ideia do indicador OEE é trazer o percentual exato sobre o funcionamento e entrega do maquinário. Para isso, utiliza de 3 aspectos principais:

O objetivo é garantir que o percentual final do OEE seja alto, evidenciando que existe o equilíbrio entre a quantidade de produção e o grau de qualidade. E, se o resultado do indicador for baixo, verificar qual desses três pontos possui menor percentual e qual a razão disso.

Como calcular o OEE?

O cálculo para descobrir o indicador OEE é bastante simples. A empresa só precisa levantar informações sobre disponibilidade, performance e qualidade, e então multiplicá-los.

Antes de mostrarmos um exemplo prático do cálculo OEE, veja o que deve ser feito para descobrir o percentual de disponibilidade, performance e qualidade de cada máquina:

1- Disponibilidade

A disponibilidade refere-se à quantidade de tempo que uma máquina desempenha suas funções. A ideia é estabelecer um comparativo entre o período de funcionamento e de paralisação, a fim de identificar o real motivo das pausas.

  • Paradas planejadas: manutenção preditiva, limpeza, feriados, fins de semana e assim por diante;
  • Paradas não planejadas: escassez de matéria-prima, ausência de um operador, danificação de uma peça, falta de energia, entre outros.

Para descobrir a disponibilidade de um ativo, é preciso aplicar a seguinte fórmula:

(Tempo real de produção/ tempo planejado para produção) x 100

2- Performance

A performance avalia a velocidade de fabricação, levantando em consideração dados que indicam o progresso da produção. O intuito, aqui, é comparar a rapidez da fábrica com a agilidade esperada.

Para medir a performance, a empresa precisa aplicar a seguinte fórmula:

(Quantidade real de produção/ quantidade planejada de produção) x 100

3- Qualidade

A qualidade indica se os produtos estão no padrão desejado, verificando se há ocorrência de defeitos antes de chegar até às mãos do consumidor.

Essa é uma métrica que ajuda a corrigir falhas na linha de montagem, evitando prejuízos com perdas de matéria-prima ou migração de clientes para a concorrência.

Para descobrir a porcentagem de qualidade, é preciso aplicar a fórmula:

(Quantidade de itens bons/ quantidade total produzida) x 100

Com o resultado desses indicadores, o gestor finalmente pode fazer o cálculo OEE e constatar a eficiência da produção de sua indústria. Abaixo veja um exemplo prático para descobrir o OEE:

Imagine que a disponibilidade de uma máquina é de 70%, enquanto que sua performance é 85% e a qualidade é 61%. Nesse caso, se aplicarmos esses dados à fórmula do OEE, o resultado do cálculo fica:

Índice OEE = Disponibilidade x Performance x Qualidade

Índice OEE = 0,7 x 0,85 x 0,61

OEE = 0,36295 ou 36%

Quais são os benefícios de aplicar o OEE?

A aplicação do OEE pode trazer uma série de benefícios para a indústria, já que a análise permite identificar a existência de gargalos e fazer os ajustes necessários para impedir erros.

Entre as principais vantagens de aplicar o OEE, destacamos:

  • Escalabilidade: a fabricação dos produtos ocorre de forma mais fluída, possibilitando um volume maior de entregas em menos tempo;
  • Contenção de falhas: o OEE ajuda na manutenção preventiva, evitando desperdícios de insumos por causa de defeitos no maquinário;
  • Redução de custos: os equipamentos passam a ter uma vida útil mais longa e, com isso a empresa passa a gastar menos com consertos ou aquisição de novas máquinas;
  • Maior nível de produtividade: proporciona o melhor aproveitamento dos recursos, gerando mais agilidade na linha de produção;
  • Satisfação dos clientes: o cliente fica mais satisfeito, visto que recebe um produto com qualidade e dentro do prazo.

Pronto para aplicar o OEE dentro da sua indústria?

Se gostou desse conteúdo, continue no blog do Keepfy para ficar por dentro de todas as novidades sobre tecnologia e setor de manutenção!