Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Artigos sobre Manutenção Industrial e Gestão de Ativos

Como construir um plano de manutenção eficiente?

Guilherme Bogo
Escrito por Guilherme Bogo em 2 de junho de 2020
Fique por dentro

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A gestão da manutenção é um processo que influencia no sucesso de qualquer negócio. No entanto, muitos gestores não sabem como executá-lo corretamente e nem construir um plano de manutenção eficaz.

Você sabe se a empresa possui um planejamento de manutenção satisfatório? Veja, neste post, o que é, por que ele precisa ser objetivo e quais são as etapas que o profissional de gestão precisa seguir caso queira construir um plano realmente eficiente. Confira!

Como construir um plano de manutenção eficiente?

O que é um plano de manutenção?

O plano de manutenção é um documento que especifica todas as atividades de manutenção da empresa. A localização das peças, materiais e equipamentos, sua frequência e periodicidade. Também, quem são os profissionais responsáveis pela execução das tarefas.

Precisa ser feito em forma de roteiro e o seu conteúdo deve servir de apoio para que os profissionais concluam suas funções de forma padronizada. No plano deve constar todas as informações sobre a manutenção para instruir os gestores na tomada de decisões.

Por que um plano de manutenção precisa ser eficaz?

Um dos principais objetivo do plano de manutenção é minimizar as perdas. Sejam as relacionadas à mão de obra, tempo ou materiais. Se a empresa
não possui um planejamento sobre todas as atividades, ela pode correr o risco de desperdiçar recursos importantes.

Para reduzir ao máximo esse risco, o ideal é que a empresa tenha uma gestão da manutenção eficiente. Só assim ela poderá direcionar as atividades de
forma mais assertiva e preservar, com segurança, a qualidade e o funcionamento das máquinas.

Quais são os passos para construir um plano de manutenção?

Elaborar um plano de manutenção não é uma tarefa difícil. Porém, para aqueles que esperam construir um planejamento mais rápido, os profissionais podem
contar com o auxílio de soluções tecnológicas. E por meio de algumas ferramentas, elevar a sua produtividade ou melhorar a execução e a gestão do plano.

Após escolher a ferramenta certa, a empresa deve focar em destacar todas as informações. Para harmonizar o plano, os profissionais podem coletar os seguintes dados:

  • Quem serão os responsáveis em cada atividade;
  • Quais os serviços que serão realizados;
  • Qual é o período em que serão executados;
  • Que materiais serão aplicados na atividade;
  • Quais serão os equipamentos, dispositivos e as ferramentas necessárias;
  • Qual será o custo dos serviços;
  • Quanto tempo será gasto em cada uma das funções;
  • Quais serão os recursos necessários para os serviços;

Assim que esclarecido isso, a empresa está pronta para elaborar o seu plano de manutenção. E ela pode começar seguindo as etapas abaixo:

1. Ter um plano

É importante que a empresa selecione os profissionais para o projeto. Também, que certifique que esses membros vão estar comprometidos com o planejado. Um elemento que pode ajudar nessa etapa é determinar metas como, por exemplo, redução dos custos de manutenção e o tempo de inatividade das máquinas.

2. Elaborar um inventário

A etapa mais demorada em um plano de manutenção é realizar o inventário de todos os equipamentos. Embora seja um processo demorado, essa etapa é fundamental para garantir que as manutenções possam ser realizadas rotineiramente.

Como parte desta tarefa, é importante que o gestor colete as informações como a marca e modelo das máquinas. Também o número de séries, especificações dos ativos, número de identificação e localização. Documentar os dados pode ajudar a empresa a reconhecer a importância dos equipamentos no chão de fábrica.

3. Estabelecer um calendário de manutenção

Agendar a manutenção dos ativos permite que a empresa controle o seu tempo de trabalho, energia e os recursos. Com um cronograma os profissionais conseguem identificar as máquinas que merecem mais atenção. Por exemplo, os equipamentos mais custosos em relação a reparos, tempo de inatividade e o valor para consertos.

Uma vez identificado esses elementos, a empresa pode começar a programar a manutenção com antecedência.

4. Criar um procedimento de manutenção

Assim que o inventário for feito, o próximo passo é direcionar todas as tarefas. Definir os trabalhos e a frequência com que cada função deve ser realizada. Aqui o importante é estimar um tempo mínimo para executar a manutenção corretamente. Isso para preparar a agenda da empresa.

Os processos podem ser ajustados com base em experiências anteriores ou por recomendações do fabricante.

5. Capacitar a equipe

Além das máquinas é importante que a empresa também se preocupe com a capacitação da sua equipe. Ter colaboradores treinados para usar o programa — que sabem inserir os dados corretamente e que identificam problemas com antecedência — pode ser um diferencial que ajuda a empresa a alcançar resultados mais positivos.

6. Analisar os resultados

É importante que a empresa e os responsáveis pela gestão da manutenção saibam analisar todos os resultados do plano. Isso para que possam ajustá-lo ou melhorá-lo conforme necessário. Essa etapa é fundamental para que os gestores descubram mais rápido quais são os equipamentos que exigem mais tempo e recursos.

Plano de manutenção: Qual é o segredo para garantir bons resultados?

Embora construir um plano de manutenção não seja difícil, ainda existem profissionais com dificuldades na hora de elaborar um planejamento. Por isso, para que a empresa possa garantir resultados mais consistentes, esses gestores já podem contar com um software de manutenção em seus processos.

Essa tecnologia é capaz de simplificar a gestão da manutenção e contribui para que eles consigam gerenciar as tarefas. Também, para que possam
acompanhar o desempenho das máquinas em tempo real, identificar irregularidades com antecedência e traçar estratégias para garantir bons resultados.

Se você ainda não conhece uma solução capaz de ajudá-lo a fazer tudo isso, acesse e comece agora mesmo o seu teste gratuito no Keepfy.

Experimente o Keepfy por 14 dias grátis

TAGS: Gestão

Conta pra gente!

o que você achou deste conteúdo? Escreva nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *