Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Artigos sobre Manutenção Industrial e Gestão de Ativos

Quais são os benefícios da manutenção preventiva?

Guilherme Bogo
Escrito por Guilherme Bogo em 12 de novembro de 2020
Fique por dentro

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A manutenção é o que vai garantir que os equipamentos fiquem em perfeitas condições de uso, não importa o tempo. É essencial para que as empresas possam aumentar a produtividade da fábrica, otimizar serviços e economizar.

Na gestão da manutenção, o controle de ativos é realizado por meio da manutenção corretiva, manutenção preditiva e manutenção preventiva. Porém, nem todos os profissionais sabem qual é o tipo ideal para cada equipamento.

Quer descobrir por que a manutenção preventiva é a sua maior aliada e por que identificar os ativos mais críticos é necessário?

Veja, neste post, como a manutenção preventiva funciona, qual é sua importância e por que adotá-la para ativos de criticidade média e alta é essencial. Também, como é possível avaliar o grau de criticidade de cada máquina de um jeito simples.

Quais são os benefícios da manutenção preventiva?

Manutenção preventiva: o que é e como funciona?

A manutenção preventiva envolve um conjunto de estratégias para monitorar e controlar os ativos. Tem como finalidade impedir falhas nas máquinas e equipamentos, prevenindo a fábrica contra possíveis interrupções.

Desempenha um papel mais importante do que aparenta, uma vez que ajuda a consertar os equipamentos que apresentam defeito e garante a qualidade, a conservação e a eficiência do campo fabril.

Além de manter os ativos em dia, a manutenção preventiva ajuda os profissionais no desempenho de todas as tarefas. Também contribui para a segurança do ambiente de trabalho e evita riscos financeiros relacionados a saúde e acidentes.

Quais são os benefícios da prevenção para os equipamentos de criticidade média e alta?

As empresas possuem diferentes tipos de máquinas e equipamentos no campo fabril. Alguns desses ativos são mais importantes para o processo produtivo, enquanto outros representam pouca ou quase nenhuma ameaça para a produção.

É comum nos depararmos com empresas que não realizam a manutenção preventiva dos equipamentos ou não sabem a importância de identificar os ativos de maior criticidade.

Os equipamentos de criticidade média e alta são considerados aqueles de maior importância dentro da fábrica. Isto é, que não podem sofrer paralisações porque o desempenho e a qualidade dos produtos pode ser prejudicada.

Quando o gestor de manutenção sabe quais são os equipamentos mais importantes no processo de produção, ele realiza o controle desses ativos corretamente. Assim previne a empresa contra qualquer tipo de paralisação.

Os principais benefícios de realizar a manutenção preventiva nos equipamentos mais críticos são:

1) Adição na vida útil das peças

A prevenção aumenta a vida útil dos equipamentos mais críticos. Assim sendo, a empresa garante que o chão de fábrica estará sempre funcionando.

2) Aumento na produtividade

Os ativos de criticidade média e alta são fundamentais dentro do processo de produção. Quanto mais conservados eles estiverem, mais vão produzir e melhores serão os ganhos.

3) Redução no tempo de paradas

A manutenção preventiva reduz o tempo dos consertos e recondicionamento das máquinas.

O monitoramento dos ativos críticos junto à adoção correta da manutenção possibilita que os profissionais identifiquem com antecedência os problemas e, por meio disso, realizem os reparos o mais rápido possível.

4) Maior controle no estoque de peças

A empresa consegue acompanhar a situação real das máquinas e equipamento, e assim encomendar as peças conforme necessário.

5) Melhora na segurança

A prevenção reduz o risco de falhas que podem prejudicar as pessoais ou até mesmo levar a acidentes.

6) Contenção dos custos

Quando adotada a manutenção preventiva, a empresa é capaz de planejar o seu orçamento e reduzir os custos do setor.

7) Redução de falhas

A prevenção mantém os ativos em condições adequadas para realizar todas as funções, reduzindo assim o número de falhas e interrupções.

Importância da avaliação da criticidade do equipamento

Para que o gestor consiga realizar o controle de ativos corretamente, é necessário identificar o tipo de manutenção ideal para cada um dos equipamentos. E, para isso, ele precisa saber quais são os elementos mais importantes na indústria.

Quando os ativos com médio e alto grau de criticidade possuem falhas, as paralisações podem acarretar em prejuízos enormes: atrasos nas entregas, acidentes, perdas de lotes de produção e até danos ambientais.

Ou seja, o gestor precisa assegurar que as máquinas estejam em perfeitas condições e que vão funcionar 100% do tempo.

Assim que realizar a manutenção preventiva correta desses ativos, ele será capaz de garantir a continuidade dos processos e consequentemente tornar a empresa mais competitiva.

Como o objetivo é garantir o bom desempenho das máquinas, produzir mais e impedir interrupções, o gestor precisa saber avaliar a criticidade de cada equipamentos para realizar a gestão corretamente.

Experimente o Keepfy por 14 dias grátis

Conta pra gente!

o que você achou deste conteúdo? Escreva nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *