Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Artigos sobre Manutenção Industrial e Gestão de Ativos

Manutenção preventiva: a maior aliada de uma empresa

Luan Santos
Escrito por Luan Santos em 31 de março de 2020
Fique por dentro

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Muitos pensam que o sucesso de uma empresa depende unicamente das vendas e de seus ganhos financeiros. Mas as coisas não se resumem a isso. Além desses, existem outros fatores que também influenciam na competitividade e no bom desempenho dos negócios. A prevenção das máquinas, por exemplo, é uma delas.

A manutenção dos ativos é o que assegura que os equipamentos vão ser mantidos em perfeitas condições, não importa o tempo. Além do mais, é também essencial para que as marcas consigam manter a sua produtividade, otimizar as operações, economizar recursos com mão de obra, entre tantos outros benefícios.

Quer saber por que a maior aliada de uma indústria é a manutenção preventiva? Descubra, neste post, o que ela pode fazer para melhorar os resultados, quais são as vantagens de implementá-la no dia a dia e como os empresários já podem controlar os seus ativos por meio da tecnologia.

Manutenção preventiva: a maior aliada de uma empresa

Manutenção preventiva: a importância para os resultados

A manutenção preventiva desempenha um papel muito mais significativo do que as pessoas pensam. Não só é importante porque conserta os equipamentos com defeito, mas porque garante que as empresas consigam conservar a qualidade e a eficiente do seu patrimônio.

Por exemplo, uma indústria de automóveis que precisa entregar “n” veículos até o final do mês. A produção vai depender do bom funcionamento das máquinas e, de acordo com uma estimativa dos gestores, cada equipamento será responsável por produzir um número “x” de produtos por dia.

Porém, certa manhã, dois dos ativos mais importantes param de funcionar. A produção é então paralisada e a fabricação das peças sofre atrasos. Depois de alguns dias percebe-se que nem todos os veículos conseguirão ser entregues e que os clientes já começam a reclamar pela falta de comprometimento.

Quanto você acha que a empresa terá de prejuízo? Muito, certo? Agora, pense, quanto ela poderia ter economizado caso estivesse mais bem preparada? Para que um negócio consiga evitar um cenário negativo, garantir a qualidade dos produtos, zelar pela reputação e manter os seus ativos em dia é fundamental.

Além de manter os equipamentos conservados, a manutenção preventiva é importante porque ajuda os profissionais na produtividade das tarefas. Contribui também para o ambiente de trabalho e garante a proteção de recursos já que evita riscos financeiros relacionados a saúde e segurança da equipe.

Ou seja, desempenha um papel imprescindível para o sucesso de qualquer marca.

Manutenção preventiva x Manutenção corretiva

A manutenção corretiva consiste na correção imediata dos equipamentos. Não é programada, mas pode ser planejada caso a empresa realize uma manutenção preditiva. Quando realizada sem antecedência, a manutenção corretiva gera custos altos, que podem comprometer o cumprimento de prazos ou até prejudicar lucros.

Por outro lado, a manutenção preventiva é o conjunto de estratégias para monitorar e controlar esses equipamentos. Tem como objetivo amenizar e impedir as falhas que afetam o desempenho das máquinas. Diferente da manutenção corretiva, essa é uma modalidade planejada e que é realizada periodicamente.

Então, além de gerar custos menores, contribui também para que os ativos de uma indústria operem com o seu desempenho máximo. Ela mantém os equipamentos renovados, contribuindo para que exista pouca ou praticamente nenhuma depreciação dos ativos.

Benefícios na implementação de um processo preventivo

Agora que você viu a importância da prevenção, que tal descobrir os benefícios que esse processo preventivo pode fazer pelos negócios?

  • Aumenta a vida operacional das peças: a prevenção de falhas e a detecção antecipada de problemas aumenta a vida útil dos equipamentos;
  • Aumenta a produtividade: um planejamento, que inclui o monitoramento de processos, pode ajudar no rendimento operacional que aumenta a produtividade;
  • Reduz o tempo de parada para reparo: reduz o tempo necessário para consertar ou recondicionar os equipamentos. A análise das condições dos ativos e o monitoramento regular ajudam os profissionais a identificar os aparelhos com defeito e habilita os responsáveis a planejar cada reparo.
  • Reduz o estoque de peças: Em vez de a empresa adquirir as peças para estoque, os gestores conseguem encomendá-las conforme a empresa necessita.
  • Melhora a segurança: o aviso antecipado de problemas das máquinas reduz o risco de falhas destrutivas, que podem causar danos pessoais ou até mesmo levar a acidentes.
  • Reduz os custos de manutenção: quando é implementado um processo preventivo, a empresa consegue planejar melhor o seu orçamento e reduzir os custos.
  • Favorece o lucro anual: o uso de técnicas de manutenção preventiva reduz o custo operacional anual dos métodos de manutenção.
  • Reduz falhas nos equipamentos: ela mantém regular as condições das máquinas. Isso consegue reduzir o número de falhas e também possíveis danos.
  • Ajuda na verificação de processos: os dados obtidos em um programa de manutenção podem ser utilizados para programar paradas da fábrica. Fornecem informações importantes para planejar os reparos com antecedência.

Manutenção preventiva e tecnologia

Se antes as empresas demoravam para realizar a manutenção dos seus equipamentos, hoje elas já podem adotar a tecnologia como uma aliada para otimizar suas operações. Com um software de gestão, por exemplo, conseguem planejar e até mesmo programar a manutenção preventiva.

Consegue gerenciar as ordens de serviço, controlar os estoques, diminuir os gastos e a utilização de papel, melhorar a produtividade, reduzir o tempo de inatividade, aumentar a segurança, garantir conformidade, reduzir as horas extras e muito mais.

Não existem desculpas para que uma empresa não mantenha o seu patrimônio protegido. A tecnologia e a manutenção preventiva estão andando lado a lado, e os gestores podem fazer uso dela para conservar sua competitividade. Basta que estejam dispostos a mudar e adotar a inovação como uma prioridade.

Gostou do tema? Quer abandonar os métodos ultrapassados e direcionar a sua empresa para uma era totalmente nova da Indústria 4.0? Comece então o seu teste gratuito no Keepfy!

Experimente o Keepfy por 14 dias grátis

Conta pra gente!

o que você achou deste conteúdo? Escreva nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.