Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Artigos sobre Manutenção Industrial e Gestão de Ativos

Gestão da manutenção: o que é e por que é importante?

Guilherme Bogo
Escrito por Guilherme Bogo em 15 de abril de 2019
Fique por dentro

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Quem trabalha no setor de manutenção sabe onde o ‘calo aperta’. Por isso, uma pergunta é fundamental. Qual é o nível de preocupação com os ativos na sua empresa? Afinal de contas, o ciclo produtivo é amplamente dependente do perfeito estado de funcionamento dos equipamentos.

Se a sua empresa ainda espera que uma máquina quebrar para realizar uma manutenção, sabe que a postura não é a ideal. Agora, se a sua empresa já se preocupa com a manutenção preventiva e procura fazer o máximo para aperfeiçoá-la, é sinal de que a resposta para a pergunta acima é positiva.

Seja a sua resposta positiva ou negativa, nós preparamos esse artigo para mostrar o objetivo do setor de manutenção e a importância de indicadores seguros e confiáveis na construção de um ambiente produtivo, eficiente, e principalmente, capaz de produtos resultados positivos.

Gestão da manutenção: o que é e por que é importante?

Gestão da manutenção: o que é e por que é importante?

A gestão da manutenção é um conjunto de ações que têm como objetivo transformar os investimentos na manutenção dos equipamentos em produtividade e disponibilidade para o ciclo produtivo, tornando o que era um custo em uma ação estratégica para a conquista de resultados da empresa.

Falhas e quebras nos equipamentos significam paradas não programadas na produção e um custo não planejado para o setor. Por meio de um plano de manutenção bem definido, é possível ampliar os processos de prevenção e obter melhores indicadores no setor.

Confira alguns benefícios que podem ser conquistados com a eficiência no setor de manutenção:

  • Economia, diminuindo o custo: os equipamentos funcionam de forma mais eficiente quando recebem uma manutenção regular. Além disso, o custo do processo preventivo é significativamente mais barato do que um processo corretivo aplicado de forma eficiente;
  • Qualidade dos produtos: os equipamentos mal conservados possuem maior chance em desempenhar suas funções abaixo do padrão desejado, e consequentemente, aumento a probabilidade de efeitos sobre a qualidade do produto produzido;
  • Ajuda no repasse de equipamentos: as empresas que mantiverem seus ativos conservados, além de usufruírem da sua capacidade máxima de produção, conseguem o acesso mais rápido a vendas e repasses no mercado de segunda mão;
  • Aumento da credibilidade com os clientes: uma gestão da manutenção eficiente contribui para a disponibilidade dos equipamentos para o ciclo produtivo, evitando atrasos na entrega dos produtos e a garantia da qualidade dos mesmos.
  • Melhora na segurança: máquinas bem conservadas tendem a não se comportar fora dos padrões. Com um plano de manutenção eficiente, as empresas são capazes de impedir que falhas se tornem frequentes, não colocando a segurança de toda a equipe em risco.
  • Aumento do tempo de vida dos equipamentos: o aumento da vida útil dos equipamentos é fundamental para que os investimentos na manutenção sejam válidos. Isso significa mais tempo usufruindo do potencial máximo dos equipamentos e um custo menor com reformas e novas aquisições.

Agora que você já sabe o que é a gestão da manutenção e porque ela é muito importante para o processo produtivo, conheça três tipos de manutenções capazes de auxiliar a manter os negócios em dia. São elas:

Manutenção preventiva

A manutenção preventiva tem como principal proposta a identificação de falhas potenciais, ou seja, indícios de falhas, através de inspeções preventivas realizadas regularmente, buscando reduzir a queda no desempenho dos equipamentos e ocorrências de paradas não planejadas.

Um processo preventivo é fundamental em equipamentos e conjuntos mecânicos que são considerados fundamentais para o ciclo produtivo, ou seja, em caso de falhas e quebras comprometem o processo como um todo, podendo gerar prejuízos de tempo e dinheiro.

Manutenção preditiva

A manutenção preditiva tem por finalidade indicar as reais condições de funcionamento das máquinas através de inspeções realizadas regularmente ou sensores – muito comuns na Indústria 4.0. Por meio dos dados coletados é possível avaliar a necessidade ou não da realização manutenções.

Manutenção Corretiva

A manutenção corretiva foi criada para corrigir os problemas atuais nos equipamentos. É realizada após a identificação de falhas, podendo ser planejada (quando verificada a improdutividade da máquina) ou não planejada (realizada logo após a quebra do equipamento).

Na maioria dos casos, a manutenção não planejada é a que acaba implicando em custos mais elevados, podendo também acarretar em acidentes, problemas de qualidade ou até mesmo em paradas de produção. Todos, capazes de trazer prejuízos para o negócio.

Como a tecnologia ajuda a melhorar a gestão da manutenção?

Para os que esperam evitar incômodos e gastos desnecessários em relação aos equipamentos é importante estar prevenidos e colocar em prática a manutenção regular de seus ativos. Não só isso, automatizar as instalações e preparar toda a equipe também são fatores importantes para garantir resultados satisfatórios.

Hoje, a tecnologia têm sido uma excelente aliada na gestão da manutenção. Com ela, é possível organizar as informações e gerir as manutenções de forma simples e prática, além de direcionar os gestores na melhor gestão dos recursos e em melhores estratégias para o negócio.

Como podemos ver, realizar a gestão da manutenção é uma tarefa fundamental para garantir a disponibilidade e a confiabilidade dos recursos fabris para o ciclo produtivo, atendendo aos requisitos mínimos para a conquista de resultados positivos no campo fabril.

Gostou do tema?

Quer saber mais sobre a manutenção e o que esse processo pode influenciar nos seus resultados? Continue acompanhando o nosso blog.

Experimente o Keepfy por 14 dias grátis

Conta pra gente!

o que você achou deste conteúdo? Escreva nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *