Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Artigos sobre Manutenção Industrial e Gestão de Ativos

Gestão da manutenção: conheça 5 tendências para 2019

Guilherme Bogo
Escrito por Guilherme Bogo em 19 de abril de 2019
Fique por dentro

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Assim como em qualquer outro setor, a área de manutenção também se renova, ganhando cada vez mais valor e status dentro da empresa. O que era apenas uma área de sustentação do campo fabril, evoluiu para um departamento estratégico e extremamente importante para os resultados da empresa.

O fato é: quanto mais valor se der à manutenção, maiores serão os benefícios para a empresa.

E, como em qualquer outra área também, a gestão da manutenção possui as suas principais tendências, ou seja, métodos, processos, criados ou recriados de uma forma mais simples e prática, na busca por melhores resultados no setor. Tendências, que estão na mira das empresas.

Gestão da manutenção: conheça 5 tendências para 2019

O que há de novo na gestão da manutenção de ativos

Cada vez mais, gestores de empresas de todos os tamanhos estão percebendo que a prevenção é a principal arma no combate aos gastos excessivos e desnecessários com manutenções corretivas e paradas não planejadas, e com isso, partindo em busca de processos preventivos.

Contudo, para que seja possível tornar isso uma realidade dentro do campo fabril, é preciso unir as mais diversas áreas da empresa e assim estimular a sinergia entre os colaboradores, para que novos conceitos sejam avaliados e implementados na busca por melhores resultados.

Uma parceria entre o setor de manutenção e a equipe de planejamento de produção, por exemplo, é capaz de planejar a reinstalação dos equipamentos em novos locais, visando melhores práticas de utilização e resultados melhores para ambas as áreas.

Já o contato direto da área de manutenção com o setor de suprimentos, por exemplo, é de extrema importância para fornecer o suporte necessário de insumos na execução das manutenções, alinhado aos custos previstos e realizados, evitando gastos excessivos e desnecessários.

Veja, abaixo, outras 5 importantes tendências em gestão da manutenção:

#1 Tornar a gestão da manutenção um processo estratégico

Um gestor sabe o quão é importante fazer a manutenção preventiva dos equipamentos da sua empresa. Mas, sabe também que somente ela não é o bastante. Para atingir melhores resultados, é necessário colocar em prática ações estratégicas, presentes no plano de manutenção.

Essa abordagem tática e investigativa é chamada de gestão de performance de ativos (asset performance management, em inglês). Nela, é levada em conta a importância do papel de cada máquina para a empresa. E a partir dessa otimização, é possível ter resultados completamente diferenciados.

#2 Ter integração e conectividade

A indústria 4.0 trouxe evoluções tecnológicas impensáveis. Robôs, sensores, sistemas inteligentes e robustos passaram de um futuro visto em desenhos como Jetsons e Futurama para a realidade de todas as pessoas, e claro, de todas as empresas.

Agora, o desafio é como integrar todas essas tecnologias às rotinas do setor de manutenção, gerando um processo simples, eficiente e automatizado. Iniciativas como essas serão capazes de gerar informações importantes para o dia a dia dos gestores de forma mais rápida e confiável.

#3 Decisões baseadas em indicadores

Os dados produzidos por essas tecnologias, e consequentemente, administrados pelos sistemas inteligentes presentes no setor de manutenção, serão capazes de fornecer indicadores indispensáveis também, e proporcionarão a tomada de decisões mais seguras e assertivas.

As peças de reposição de fornecedores diferentes têm o mesmo desempenho? A linha de produção A está produzindo com a mesma capacidade que a linha de produção B? Perguntas como essas, comuns na implementação de processos produtivos, serão facilmente respondidas com o apoio da tecnologia.

#4 Ser sustentável

A questão da sustentabilidade não é apenas uma moda passageira ou apenas um fator para atrair sorrisos dos clientes. Empresas com visão estratégica buscam, cada vez mais, colocar em prática ações que atendam às exigências de regulamentação ambiental para também conquistar benefícios.

As certificações emitidas pelo LEED (Leadership in Energy & Environmental Design), tão importantes para o desenvolvimento sustentável, também envolvem a área da manutenção. É papel da gestão da manutenção garantir o bom funcionamento dos equipamentos, reduzindo o consumo de energia e água, gerando a economia de recursos naturais.

#5 Adotar um software de gestão simples e eficiente

Já deu para perceber que o tamanho da empresa não é ‘documento’, não é mesmo? A tecnologia pode, sim, fazer diferença na gestão das empresas e nos resultados, não importa o tamanho, e em todos os setores, inclusive, no setor de manutenção.

Assim, uma forte tendência é a adoção de um software de gestão da manutenção. Isso porque, o que antes era passível de ser controlado por uma planilha agora exige uma solução tecnológica, e as soluções que antes eram robustas e complexas, hoje se tornaram simples e eficientes.

Experimente o Keepfy por 14 dias grátis

Conta pra gente!

o que você achou deste conteúdo? Escreva nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *